Aplicação: Tampas

As tampas mais comuns do mercado são as de Ø75 mm (para copo 180 e 200 ml) , Ø84 mm (para copo de 300 ml) e Ø97 mm (para copos de 400 e 500 ml). Podem ser com ou sem cruz para usar o canudo.

 

Normalmente as tampas são feitas de PS com espessura de 0,25 mm ou PP com espessura de 0,35 mm.
A máquina indicada para a fabricação desses itens é a TC.

Esse equipamento molda e corta na mesma estação, empilha e retira as pilhas de tampas contadas em uma esteira.

As tecnologias mais importantes na produção dessas peças termoformadas são:

• Sistema de moldagem e corte na mesma estação: não há a descentralização do corte em relação ao relevo
(principalmente em PP).

• Corte feito com facas gráficas: Menor custo do molde em relação a estampos de corte.
• Moldagem com pressão positiva (pressure forming) que garante maior velocidade e maior definição de detalhes das pecas moldadas.
• Moldagem com molde macho que garante maior rigidez ao produto final e travas sem variação no processo.

Produtividade aproximada das máquinas para alguns exemplos:

 

Máquina: TC-1 490 mm x 360 mm. (Capacidade produtiva de 40 ciclos por minuto em PS 0,25 mm ou 22 ciclos por minuto em PP).

Ø75 mm : molde de 20 cavidades e produtividade PSAI de 48.000 tampas por hora.

Ø84 mm: molde de 15 cavidades e produtividade PSAI de 36.000 tampas tampas por hora.

Ø97 mm: molde de 12 cavidades e produtividade PSAI de 28.800 tampas embalagens por hora.

 

Máquina: TC-2 700 mm x 500 mm. (Capacidade produtiva de 40 ciclos por minuto em PS 0,25 mm ou 22 ciclos por minuto em PP).

Ø75 mm : molde de 35 cavidades e produtividade PSAI de 84.000 tampas por hora.

Ø84 mm: molde de 30 cavidades e produtividade PSAI de 72.000 tampas  por hora.
Ø97 mm: molde de 24 cavidades e produtividade PSAI de 57.600 tampas por hora.